sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Mau sinal

«sinal de que chegaste», se não se importam, ó vocês do Mini na rua e do Mini no jornal.
É que, pró caso * de não saberem, também há sinais que chegam. E ainda assim não me livro da puta da ambiguidade já que há sinais que vêm e sinais que bastam e assim sucessivamente, uf!

PS
Chuva équa
Agradeço e encaixo com deferência o raspanete do Eremita.
Espero que não me repreenda por me meter com a Porto Editora
________________________________
* prò caso   prò caso   prò caso   prò caso   prò caso   prò caso   prò caso   prò caso   prò caso   prò caso
Muito obrigado, amigo Helder.
18.Fev.2017