terça-feira, 14 de maio de 2013

Aníbal, o 4.º pastorinho

«[…] Sabe, eu penso que é uma inspiração, como já a minha mulher disse várias vezes, da Nossa Senhora de Fátima, do 13 de Maio! – É o que a minha mulher dizje. [...]»

Talvez não importe muito o que pensa um grunho ensandecido; o que pensa um Presidente da República eleito talvez importe.