sexta-feira, 3 de março de 2017

Números assombrosos

«em grande medida, este valor é um valor muito significativo porque praticamente duplicou por dois o valor registado ... a verdade é que por exemplo no ano de 2012, apesar de as declarações serem poucas, o valor de transferências quase quadriplica»
[duplicar]   -   [quadruplicar]
Este deputado do PS é licenciado em Gestão de Empresas, mestrado e doutorado em Ciências Empresariais, professor universitário, sendo de presumir-lhe autoridade acrescida na linguagem aritmética.
Pus-me a pensar no assombro de tais valores até que me lembrei de uma conversa na TVI, em 15.Nov.2016, com a doutora Susana Garcia, advogada e "comentadora residente" daquela estação:
É muito provável que a explicação para o descalabro denunciado pelo doutor Eurico resida no aditamento ao númaro 3 do artigo 44.º-A.

Moral da história: consulta um jurista quando não entenderes os números do gestor. *

Mas o doutor Eurico está longe de ser o único diplomado que quadriplica. Ouçam-se, ao acaso, três palrantes de alto coturno:
- «obrigar aquela pessoa a explicar porque é que triplica, quadriplica ou multipica por dez os seus rendimentos depois de passar pelo Governo.»

- «Senhor Primeiro-Ministro, eu convidava-o a quadriplicar a despesa pública para acabar de uma vez por todas com o peso dos juros no orçamento português.»

- «lucros da TAP mais do que quadriplicam»
Rodrigo Moita de Deus, RTP3, 15.Abr.2016 ["O último apaga a luz", minuto 33:20] **

______________________________________________
* Faça-me, compreensivo e amável leitor, a justiça de reconhecer que não brinquei com o Eurico ser brilhante nem me aproveitei de loura ser a Susana. Mas apetece-me gritar: quem nos protege destes doutores falantes? Que raio de professores tiveram?

** Azar o de Rodrigo Moita de Deus que não conseguiu citar correctamente um título do Jornal de Negócios de 03.Abr.2008 que quadruplicara com preceito «Lucros da TAP mais que quadruplicam para os 32,8 milhões».