quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Pedro Osório

Porto, 17.Jul.1939 - Lisboa, 05.Jan.2012
Puta que pariu a morte.
Ligo os zingarelhos, abro o piano e estou feliz.
Eu estou decepcionado e triste.
Obrigado, maestro, por tantas, tantas coisas bonitas e bem feitas.