quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Tiques de prepotência

Especialmente desagradável, dentre tantas coisas desagradáveis que por delicadeza aguentamos sem mandar o interlocutor à merda, é ter de escutar ou conversar com uma pessoa-instituição. A pessoa-instituição habita numa permanente inflamação de si, leva-se muito a sério, gosta de se dar ares e costuma dizer coisas como
  • Como eu costumo dizer...
  • Como assim!?
  • O que é que eu quero dizer com isto?
  • Para te ser sincero... *
  • Entendes?
  • Estás a perceber?
  • É suposto que ria dessa piada?
  • Repara…
  • Devo dizer/informar/esclarecer/confessar...
Espero ter-me feito entender. OK?
________________________
* Vêm-me ao algeroz dizer que Para te ser sincero não é bem prepotência.
Não será, é pior até, mas quem manda aqui sou eu.