sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Dia de anos

Faz hoje 18 anos que morreu o meu pai. Sem ele, não seria nada; sem ele agora, pouco mais sou.
Choro por si, meu pai, choro por mim.
Só os sobreviventes choram.